E assim passaram quase 7 meses. Indiscritível tudo o que vivi, tudo o que conheci, tudo o que senti. Como é bom ver outras realidades e viver o dia a dia de um país do outro lado do Mundo. Ásia é linda, não só pela sua natureza como pelas pessoas, pela simplicidade, pela comunidade com que vivem, pela felicidade que transmitem mesmo vivendo em condições mínimas.

Nós somos realmente afortunados, por tudo o que temos, pela facilidade que temos de viajar, pela facilidade que temos em trabalhar em qualquer outro país, algo que para estas pessoas é praticamente impossível. Nós estamos rodeados de tantas oportunidades que nem sequer nos damos conta, ou porque estamos ocupados a inventar problemas ou desculpas, ou porque estamos a viver uma rotina de que não gostamos mas que preferimos continuar a fazê-la e a não fazer nada para mudar, ou a comprar coisas de que não precisamos mas que pensamos que nos fazem felizes, entre tantas outras coisas. Nunca me senti tão grata por viver e por ter tido experiências tão incríveis. Hoje em dia ter tempo para fazer aquilo que realmente gosto e me faz feliz é tudo. Chego à conclusão que as pessoas muitas vezes não viajam tanto quanto querem não pela falta de dinheiro mas pela falta de tempo, porque este sistema que dizem “normal” das 9h as 18h e 25 dias de férias continua a não querer mudar.

Foram 7 meses a criar memórias e a compartilhá-las com pessoas dos 4 cantos do Mundo, pessoas com a mesma vontade de descobrir novos lugares como tu. Vi os pores do sol mais incríveis entre 6 países diferentes, experimentei todo o tipo de comida asiática, senti a liberdade de conduzir uma scooter por caminhos desconhecidos e paradisíacos, descobri o fundo do mar, fiz mergulho, nadei com mantas, entre tantas outras experiências. De facto, “viajar é a única coisa que compras e te faz mais rico”.

Fui sozinha e viajei para todo o lado sozinha, mas a verdade é que nunca estás sozinha. Existem pessoas como tu, a fazer o mesmo que tu e que têm sempre algo em comum: viajar. A ligação é imediata. Não deixem de fazer aquela viagem que tanto querem por não terem companhia ou por terem receio, ou porque alguém vos diz que é impossível e que arranjam mil e uma desculpas para não o fazeres. Se assim fosse, hoje certamente não estaria cá a partilhar a minha aventura com vocês. Quando digo fazer aquela viagem, digo em tudo na vida. A vida é tua e ninguém a vive por ti, e por isso tudo depende de ti, das tuas opções e das tuas prioridades. Só vives uma vez e nós sabemos como o tempo voa.

Como dizem, as melhores coisas estão fora da nossa zona de conforto, e isto é tão verdade! Hoje em dia sinto-me capaz de tudo, desenvolvi competências que nem eu mesmo sabia que tinha, hoje em dia sigo apenas o meu coração e vivo o presente a 100% porque é o que realmente importa. Sinto-me grata por tudo o que esta viagem me transmitiu e feliz por voltar e abraçar a minha família, porque era isto que realmente queria agora.

Obrigada a todos que acompanharam a minha aventura! Espero que tenham viajado um bocadinho comigo e que tenha transmitido um bocadinho do que se vive nestes países maravilhosos da Ásia. Mais novidades virão ??

Muita gente me pergunta se vim de vez ou quando volto. Viajei entre 6 países só com bilhete de ida, e para Portugal não foi diferente ?

?A foto foi tirada por um amigo argentino durante um final de tarde nas Filipinas, enquanto experimentava o famoso Mate argentino ?

Obrigada por lerem!
Jessica ?

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This